domingo, 30 de setembro de 2012

A evolução da contabilidade para a incorporação da ambientalidade, artigo de Roberto Naime
pegada ecológica e biocapacidade
Infográfico de José Eustáquio Diniz Alves

Para Constanza et al (1998) o “capital” deve ser considerado como sendo o estoque de matéria ou informações que existe em um tempo determinado. A utilização deste capital, individualmente ou em conjunto, com os fluxos de serviços de outros tipos de capitais estocados, poderá ser transformada para aumentar o bem-estar da sociedade. A utilização deste fluxo de produtos ou serviços, pode ou não deixar intacto o estoque deste capital original.

IPTV USP lança cinco canais e acervo com mais de 7 mil vídeos na internet

IPTV USP lança cinco canais e acervo com mais de 7 mil vídeos na internet

IPTV USP entra em nova fase com os canais Arte e Cultura, Saúde, Ciência, Tecnologia e TV USP
Depois de cinco anos em fase experimental, a IPTV USPentra na segunda fase de execução e promove o lançamento de cinco canais de televisão com transmissão pela internet: Arte e Cultura, Saúde, Ciência, Tecnologia e TV USP.
Na primeira fase, iniciada em 2007, a IPTV (sigla para Internet Protocol Television) tinha duas grandes marcas: a transmissão de eventos que ocorriam na USP – como palestras, conferências e encontros – e um acervo de vídeos feitos sob demanda.
Modelo extrativista primário-exportador exige o ‘sacrifício’ da Amazônia
 desmatamento

Um novo megaprojeto ronda a Amazônia. O bilionário projeto de um grupo canadense que quer explorar ouro no Xingu. O maior e mais ousado projeto de mineração de ouro pós Serra Pelada em território brasileiro, será instalado no mesmo lugar em que está sendo construída a usina hidrelétrica de Belo Monte. Não se trata de casualidade, o mega empreendimento necessitará de energia produzida pela usina.

Crime organizado explora 90% das florestas e lucra até US$ 100 bilhões ao ano

Se as nações não tomarem medidas efetivas contra os crimes ambientais, os cartéis continuarão a dominar as florestas. | Foto: Anaredig/Sxc

O relatório “Carbono verde: Comércio Negro”, realizado pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela Interpol, afirma que 90% da exploração madeireira nas florestas tropicais do mundo são realizadas por facções do crime organizado. O estudo foi focado na Amazônia e nas selvas da África Central e do Sudeste Asiático.

sábado, 29 de setembro de 2012


ABC e SBPC encaminham manifesto sobre alterações na MP 571/2012 do Código Florestal

por Maristela Crispim

O Senado aprovou, ontem, 25 de setembro, as alterações propostas ao nosso Código Florestal. Antes, porém, os nossos senadores receberam este importante documento, elaborado por seleto grupo de pesquisadores brasileiros:
Senhores Senadores,
A Academia Brasileira de Ciências (ABC) e a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) vem mais uma vez manifestar sua preocupação com o Código Florestal, desta vez por meio de alterações na MP 571/2012 aprovadas pela Comissão Especial e reiterada pela Câmara dos Deputados, que representam mais retrocessos, e graves riscos para o País.

Cem milhões podem morrer até 2030 pela mudança climática, diz estudo


Formação de icebergs gigantes é um processo típico das plataformas de gelo na Antártica.  (Foto: Ralph Timmermann/Alfred Wegener Institute)
Derretimento das calotas de gelo e elevação dos mares são algumas das ameaças que poderão causar mortes em todo o planeta até 2030 (Foto: Ralph Timmermann/Alfred Wegener Institute)
Mais de 100 milhões de pessoas podem morrer e o crescimento econômico global será reduzido em 3,2% do Produto Interno Bruto (PIB) até 2030 se o mundo fracassar no combate às mudanças climáticas, alertou um relatório encomendado por 20 governos divulgado nesta quarta-feira (26).

sexta-feira, 28 de setembro de 2012


Insustentável leveza da sustentabilidade

Autor: Luiz Augusto Pereira de Almeida*  

Imagem: http://www.ecologiaurbana.com.br/wp-content/uploads/2011/05/planeta-sustentavel.jpg

Nos nove dias de sua realização, em junho último, com 45 mil visitantes e a presença de 120 chefes de Estado e de governo, a Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável (RIO + 20)  teve seu foco nitidamente concentrado no tema da erradicação da pobreza. No debate sobre o futuro que queremos, foi unânime a afirmação de que o crescimento econômico sustentável, inclusivo e equitativo é um requisito imprescindível para mitigar a miséria e a fome e alcançar os objetivos do desenvolvimento do milênio.

Temperatura global em agosto foi a quarta mais quente para o mês, aponta OMM

Imagem: http://mercadoetico.terra.com.br/website/wp-content/uploads/2009/10/temperatura.jpg


A Organização Mundial de Meteorologia (OMM) anunciou na terça-feira, 18 de setembro, que o mês de agosto teve uma temperatura global média de 16,2° Celsius. Segundo a agência da Organização das Nações Unidas (ONU), este foi o quarto agosto mais quente já registrado.

quinta-feira, 27 de setembro de 2012


Ferramenta promete cálculo de pegada de carbono mais ágil e eficiente


Pesquisadores da Universidade de Colúmbia, nos Estados Unidos, afirmam ter desenvolvido um novo software capaz de calcular simultaneamente, e de forma quase instântanea, a pegada de carbono de milhares de produtos.

Consequências climáticas e econômicas do degelo do Ártico preocupam


Nas últimas semanas, diversos especialistas vêm alertando para o crítico degelo no Ártico e a possibilidade de serem alcançados recordes no derretimento. Pois no dia 16 de setembro, imagens de satélite do Centro Nacional de Dados de Neve e Gelo (NSIDC) dos Estados Unidos mostraram que a capa de gelo ficou com 3,42 milhões de km2, a menor extensão desde o início das medições, em 1979.

terça-feira, 25 de setembro de 2012


Mapa mostra como a injustiça ambiental afeta a saúde coletiva no País

Hoje há, pelo menos, 343 conflitos ambientais no Brasil com impacto na saúde coletiva. As populações mais atingidas são indígenas (33,67%), agricultores familiares (31,99%) e quilombolas (21,55%), em regiões rurais (60,85%), urbanas (30,99%) e em áreas com características não definidas (8,17%).
Esses são alguns dos dados apresentados pelo Mapa da Injustiça Ambiental e Saúde no Brasil, elaborado pela Fiocruz e pela organização não-governamental (ONG) Federação de Órgãos para Assistência Social e Educacional (Fase).

Brasileiras no MIT estudam novo combustível criado a partir de CO2

Cláudia Gai e Amanda Bernardi (terceira e quarta, da esq. para a dir.) são duas brasileiras que atuam no MIT em pesquisa de novo biocombustível (Foto: Cláudia Gai/Arquivo Pessoal)
Cláudia Gai e Amanda Bernardi (terceira e quarta, da esq. para a dir.); as duas brasileiras pesquisam no MIT como criar álcool a partir de uma bactéria que consome carbono (Foto: Cláudia Gai/MIT/Arquivo Pessoal

Duas cientistas brasileiras integram a equipe do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT, na sigla em inglês) que estuda como produzir isobutanol, um álcool que pode substituir ou diminuir o uso da gasolina em automóveis e outros veículos, usando o gás carbônico, um dos responsáveis pelo aquecimento global.

Faber-Castell lança programa de coleta e reutilização de materiais escolares


A Faber-Castell estabeleceu uma parceria com a empresa de logística reversa TerraCycle para lançar um programa de coleta que permite a transformação de milhares de instrumentos de escrita como canetas, marcadores, entre outros e suas respectivas embalagens em matéria prima reciclada que substitui o material virgem que seria utilizado e evita o descarte de resíduos no meio ambiente.

Empresa norte-americana cria turbina eólica mais eficiente e barata

A turbina Rim Drive aparenta ser uma mistura entre uma roda de bicicleta e um cata-vento. | Foto: Keuka Energy

A empresa norte-americana Keuka Energydesenvolveu uma tecnologia alternativa para as turbinas eólicas. De acordo com a companhia o sistema desenvolvido é muito mais eficiente que as tradicionais e consiste em mudanças estruturais nas turbinas.

Mais de 80% dos recifes de corais brasileiros foram destruídos em 50 anos, diz estudo

egundo a pesquisadora, boa parte da extração de corais no Brasil também está associada à produção de materiais de construção no País. l Foto: Vincenzo Piazza

 estudo “Monitoramento de recifes de corais no Brasil”, elaborado pela Universidade Federal de Pernambuco e pelo Ministério do Meio Ambiente, constatou que, nos últimos 50 anos, o litoral do Brasil perdeu cerca de 80% dos recifes de corais devido à exploração e à poluição marítima. O relatório ainda diz que os corais existentes estão ameaçados de extinção por causa das mudanças climáticas.

domingo, 23 de setembro de 2012


Estudo aponta riscos ambientais causados por grandes cidades

O trabalho aponta para uma perda de 1,2 milhão de quilômetros quadrados em áreas inabitadas até 2030. l Foto: Cidade de Nova York - David Lat/SXC

Pesquisadores norte-americanos realizaram uma pesquisa que estima a quantidade de áreas que deixarão de ser preservadas para darem espaço a grandes cidades. O estudo coloca 205 espécies animais em risco devido a essas mudanças.

Vídeo mostra aquecimento terrestre nos últimos 130 anos


Os primeiros registros sobre a temperatura da Terra foram feitos em 1880, desde então ocorreram muitas variações. A NASA apresentou na última semana um vídeo de apenas 26 segundos em que é possível visualizar claramente o aquecimento do planeta.
A produção é a prova concreta de que as atividades humanas, principalmente as que foram decorrentes dos processos industriais e que culminaram no aumento expressivo das emissões de gases de efeito estufa, influenciaram as temperaturas na Terra.

Produção literária brasileira no século 19 circulava pelo mundo

ed21 300x231 Produção literária brasileira no século 19 circulava pelo mundo
Trocas recíprocas de livros e impressos entre Brasil, França, Portugal e Inglaterra na época contrariam o paradigma do atraso e dependência cultural do país, aponta estudo realizado por pesquisadores dos quatro países

Agência Fapesp – Já no início do século 19 um leitor no Rio de Janeiro podia encomendar um livro recém-lançado em Paris, na França, e recebê-lo em 28 dias, que era o tempo que a obra necessitava para ser transportada por navio até o Brasil e que equivale, aproximadamente, ao mesmo prazo que empresas de comércio eletrônico estrangeiras, como a norte-americana Amazon, levam para entregar uma obra hoje no país quando não encomendada pelo sistema de correio expresso.
Com investimentos em práticas sustentáveis que remotam a sua criação, a multinacional sueca Tetra Pak garante um futuro mais verde


Nunca antes se discutiu tanto sobre sustentabilidade como nos dias atuais em todos os cantos do planeta. Mas muito antes desse tema ganhar tal amplitude, a multinacional sueca Tetra Pak, uma das maiores fabricantes de embalagens longa vida do mundo, adotou práticas sustentáveis em seu modelo de negócio. Na definição de Fernando von Zuben, diretor de meio ambiente da Tetra Pak, a melhor síntese para a visão da empresa sobre o assunto: "Desde sua criação, há mais de 50 anos, a companhia possui o DNA de sustentabilidade.

Embalagens sustentáveis vão além da capacidade de reciclar

reciclagem2 Embalagens sustentáveis vão além da capacidade de reciclar
Uma ideia do Unplug Design, no qual a embalagem vira uma bola. Foto: Divulgação

Apesar de pouco importantes para muita gente, as embalagens são grandes vilãs da natureza. A produção, utilização e descarte delas implicam em impactos ambientais, visto que a embalagem, ao final de seu processo de consumo, inevitavelmente acaba como lixo urbano.  A questão é: existem maneiras possíveis de torná-la sustentavelmente bem sucedida, seja pelo uso de materiais, seja pelo processo de fabricação ou pelo seu consumo consciente?

Indígenas e ribeirinhos do Xingu poderão ser impactados por maior mineração de ouro do País


Além da hidrelétrica de Belo Monte, outro grande projeto ameaça o bem-estar de índios e ribeirinhos na Volta Grande do Xingu. Trata-se daquela que pode ser a maior mineração de ouro do Brasil e que começou a ser licenciada no Pará. Primeira audiência pública aconteceu no dia 13 de setembro, em Senador José Porfírio. Expectativa de implantação das obras é 2013 e operação até 2015, acompanhando o cronograma da hidrelétrica de Belo Monte. Empresa pretende implantar empreendimento em área diretamente afetada pela usina, mas estudos ambientais ignoram impactos cumulativos sobre as populações tradicionais.

Novo estudo revela toxicidade alarmante dos transgênicos para os ratos

transgênicos
Os ratos alimentados com organismos geneticamente modificados (OGM) morrem antes e sofrem de câncer com mais frequência do que os demais roedores, destaca um estudo [Long term toxicity of a Roundup herbicide and a Roundup-tolerant genetically modified

Degelo do Ártico tem consequências ‘enormes’ para o planeta

Imagem da Nasa/NSIDC mostra redução da extensão de gelo marinho no Ártico desde 1979
Imagem da Nasa/NSIDC mostra redução da extensão de gelo marinho no Ártico desde 1979

Degelo do Ártico traz enormes e misteriosas consequências – O degelo do Ártico tem consequências “enormes” para o planeta, como condições climáticas extremas, mas também “misteriosas”, como a possível liberação de grandes quantidades de metano, gás causador de efeito estufa mais nocivo para a atmosfera que o CO2, advertem especialistas. Matéria de Mariano Andrade, da AFP, no Yahoo Notícias.

Coronelismo Hídrico na Transposição das Águas do São Francisco, artigo de João Suassuna

Publicado em setembro 21, 2012 por 
Transposição das Águas do São Francisco
A realidade hídrica, principalmente nos aspectos atinentes à oferta e uso das águas, é tema que, historicamente, tem marcado o debate sobre o Semiárido nordestino e motivado pesquisadores a buscarem compreender a relação existente entre o clima, o solo, a água e as plantas, bem como a sua importância para a população.
Após o agravamento da crise de abastecimento hídrico do Nordeste no ano de 1995, a transposição de águas do Rio São Francisco passou a ser vista como a única alternativa possível de solução para esse problema.

China e UE selam parceria para reduzir emissões de gases estufa

Premiê chinês Wen Jiabao se reúne com líderes europeus em Bruxelas (Foto: Reuters/Yves Herman)
Premiê chinês Wen Jiabao se reúne com líderes europeus em Bruxelas (Foto: Reuters/Yves Herman)
A China, maior emissor mundial de dióxido de carbono, selou uma parceria com a União Europeia para reduzir as emissões de gases do efeito estufa por meio de projetos que incluem o comércio de créditos para emissões, informou a Comissão Europeia nesta quinta-feira (20).
A UE e a China têm frequentes atritos por questões climáticas, e Pequim ridicularizou uma lei da UE que taxa as emissões feitas por companhias aéreas europeias.

Atividade intensa marca o primeiro ano do Movimento Pró-Árvore

Por Maristela Crispim

Os fortalezenses e amantes desta cidade têm motivo de sobra para comemorar, na próxima sexta-feira, o primeiro ano de existência do Movimento Pró-Árvore, que reúne pessoas (especialistas ou simplesmente apaixonados pelo verde) em torno de um interesse, que deveria ser comum a todos:de preservar e estimular a arborização da Cidade e também do Estado do Ceará.

Sustentabilidade apresentada como estratégia inovadora, na Feira do Empreendedor

Imagem: http://cdn.buuteeq.com/upload/5875/imagem-kmf.jpg
Preservar a biodiversidade e os ecossistemas naturais como forma de reforçar os aspectos econômicos, sociais e culturais do seu próprio empreendimento e garantir a longevidade do negócio. É esse conceito que o Espaço da Sustentabilidade irá apresentar durante a Feira do Empreendedor 2012, promovida pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Ceará (Sebrae/Ceará),  e que será realizada de 24 e 27 de setembro, no Centro de Eventos do Ceará, com acesso gratuito e inscrições pela Internet.

Petrobras lança seleções públicas para projetos ambientais e sociais

O manguezal do município de Icapuí, no Litoral Leste do Ceará, já foi beneficiado por projeto contemplado pelo PPA Foto: Kiko Silva
A companhia investirá, em dois anos, R$ 247 milhões nas duas áreas,o maior investimento de todas as edições dos programas A Petrobras lançou, nesta terça-feira (18 de setembro), as Seleções Públicas do Programa Petrobras Ambiental (PPA) e do Programa Petrobras Desenvolvimento & Cidadania (PPD&C). A Companhia destinará, em dois anos, R$ 102 milhões para patrocínio a projetos ambientais e R$ 145 milhões para projetos sociais em todo o País, o maior investimento de todas as edições dos programas. As inscrições podem ser feitas, até o dia 18 de novembro, pelo site www.petrobras.com.br/pt/meio-ambiente-e-sociedade/selecoes-publicas

quinta-feira, 20 de setembro de 2012


Paula Johns, socióloga, sobre a indústria do tabaco

Da IHU On-Line
“Existe todo um sistema instalado que vende a ideia de que a única cultura que gera renda no campo é a cultura do fumo. Esse debate é complexo e passa pela discussão sobre diversificação e autonomia de pequenas propriedades rurais”. É assim que Paula Johns (foto), socióloga da Aliança de Controle do Tabagismo – ACT, resume a “dependência” dos agricultores brasileiros pela cultura de fumo.

Relatório do CDP revela que a percepção das empresas sobre o risco climático saltou de 10% para 37%, comparando este ano em relação a 2011

De São Paulo
As mudanças climáticas já estão impactando a forma de fazer negócios. É o que mostra o relatório “Succeeding in an uncertain, resource constrained world”, lançado na última semana pelo Carbon Disclosure Project (CDP). De acordo com a publicação, 81% das empresas respondentes identificam riscos físicos advindos das mudanças climáticas. Do universo pesquisado, 78% das companhias já consideram o risco climático em suas estratégias de negócio.

Aquecimento Global: verdade ou uma mentira conveniente?


A Revista RI deste mês trás na matéria de capa, uma ampla e "polêmica" reportagem sobre o aquecimento global e a questão do papel do homem como protagonista da aceleração nas mudanças climáticas, e a consequente necessidade de adoção - ou não - de medidas urgentes para reduzir as emissões de CO2 e outros gases de efeito estufa. A questão está no centro de um amplo debate sobre os investimentos públicos e privados em ações de sustentabilidade e coloca em questão o chamado mercado de Créditos de Carbono.

quarta-feira, 19 de setembro de 2012


Soluções ecológicas para afastar insetos

Os inseticidas podem ser muito eficientes no combate aos insetos, porém são prejudiciais ao meio ambiente e até à saúde humana. | Foto: SXC

Ainda estamos no inverno, mas as temperaturas registradas nas principais capitais do país são similares ao verão. Um dos problemas do calor intenso é que costuma atrair insetos de todos os tipos. Nestas épocas cresce a procura por produtos inseticidas.
Cerca de 15% da Mata Atlântica estão ameaçados por novos aglomerados urbanos
untitled-1.jpg
Maior investimento em urbanização será na Ásia. Foto: United Nations Photo


Até 2030, cerca de 1,2 milhão de km² da área do planeta deixará de ser inabitável ou preservada. Com o fenômeno, pelo menos 15% da Mata Atlântica e 2,5% do Cerrado encontram-se ameaçados por novos aglomerados urbanos. As informações são de um estudo realizado por pesquisadores das universidades de Yale, Texas A&M e Boston - todas nos Estados Unidos.
Resíduos sólidos separados em casa são misturados ao lixo comum na rua, revela pesquisa
lixo-t.jpg
Resíduos separados de forma seletiva em casa, mas que acabam misturados ao lixo comum, na rua, somam 60%, segundo a pesquisa. Foto:fabiane13

Praticamente três entre dez domicílios brasileiros (29,7%) separam o lixo biodegradável do não degradável. No entanto, apenas 40% desse lixo separado dentro de casa são posteriormente coletados de forma seletiva quando chega à rua. Isso mostra que muitos brasileiros separam seus resíduos nas residências, mas depois grande parte deles (60%) é misturada ao lixo comum.

terça-feira, 18 de setembro de 2012


Uso abusivo de agrotóxicos como um dos principais problemas ambientais.




Agrotóxicos são produtos e agentes químicos ou biológicos cuja finalidade é alterar a composição da flora e da fauna a fim de preservá-la da ação danosa de seres vivos considerados nocivos. Os agrotóxicos, principalmente os de origem orgânica vem sendo usados desde 40 a 90 D.C. (depois de Cristo). Entre os mais usados citam-se os produtos à base de enxofre e cobre.

Pesquisadores brasileiros desenvolvem concreto ecológico

No caso do fibrocimento, usado na fabricação de telhas ou caixas d'água, o consumo de cimento pode ser reduzido em até 50% com o uso de alternativas ecológicas. l Foto: Divulgação

A Coordenação de Pós-Graduação em Engenharia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Coppe-UFRJ) desenvolveu alternativas ecológicas para matérias-primas do concreto e de produtos de fibrocimento (como caixas d'água e telhas). Segundo o pesquisador Romildo Toledo, o uso de materiais tradicionais, como o cimento, a brita e o amianto, pode ser reduzido ou até completamente substituído com a utilização de fibras vegetais e materiais reciclados.

Uso de gases que destroem ozônio volta a subir após 2006, diz IBGE


foto:http://1.bp.blogspot.com/_glyLfBk9Cic/SScz0cjSNGI/AAAAAAAAE8k/KXiC9F2aXz8/s400/GAS+CFC.jpg

A emissão de gases que destroem a camada de ozônio caiu 90% entre 1992 e 2010, segundo um relatório do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgado nesta segunda-feira (18) durante a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20. No entanto, mesmo após mais de uma década de queda, o uso dessas substâncias voltou a crescer após 2006.

Buraco da camada de ozônio está menor que no ano passado, diz ONU

Ilustração com base em observações de satélites da Nasa permite identificar área do buraco na camada de ozônio, acima da Antártida. (Foto: Nasa)

Ilustração com base em observações de satélites da Nasa permite identificar área do buraco na camada de ozônio, acima da Antártica. (Foto: Nasa)
O buraco na camada de ozônio, o escudo protetor da Terra contra os raios ultravioleta, deve ficar menor este ano sobre a Antártica do que no ano passado, disse a Organização das Nações Unidas (ONU) nesta sexta-feira (14). Para os pesquisadores, isso mostra como a proibição a substâncias prejudiciais interrompeu a destruição dessa camada.

segunda-feira, 17 de setembro de 2012


ONU quer garantir que temperatura global não se eleve mais que 2ºC


Paisagem de Los Angeles; EUA servem de modelo de desenvolvimento econômico (Foto: Gabriel Bouys/AFP)
Paisagem de Los Angeles; EUA querem flexibilidade na redução de emissões de gases causadores do efeito estufa.  (Foto: Gabriel Bouys/AFP)
As negociações climáticas da Organização das Nações Unidas (ONU) devem continuar pressionando por atitudes mais ambiciosas para garantir que o aquecimento global não ultrapasse os 2 graus, disse um negociador da União Europeia nesta semana, um mês depois de os EUA terem sido acusados de apresentar um retrocesso na meta.

domingo, 16 de setembro de 2012


Dossiê ABRASCO

foto: http://1.bp.blogspot.com/-WUxiZlqkqus/UEXtBJh6n1I/AAAAAAAAAlU/QGZblHmKcro/s320/Dossie+ABRASCO28ago2012.jpg

Alguém ainda acha que agrotóxico não faz mal? Veja nos dossiês da ABRASCO (parte 1 e parte 2) a devastação que os agrotóxicos e o agronegócio vem causando à população brasileira.

fonte: www.contraosagrotoxicos.org

O veneno está na mesa (e o antídoto também)

foto: https://encrypted-tbn2.google.com/images?q=tbn:ANd9GcQBSwu-Qaut-Q6tSuxF2Oa6qDB4GChvqqzab_JJ7zSpxVVg5gnn
Há 3 anos, o Brasil é campeão mundial no uso de agrotóxicos. São 850 milhões de litros por ano, ⅕ do do que todo o planeta consome. Na ponta do lápis, significa que cada pessoa ingere 5 litros de veneno por ano. Por aqui, se usa agrotóxicos banidos há tempos em outros países. Estudos toxicológicos confirmam que o coquetel de agrotóxicos ingerido no consumo de frutas e verduras pode causar Mal de Parkinson e Alzheimer e outras doenças degenerativas. Puros ou associados, aumentam casos de câncer, aborto, doenças neurológicas, má formação fetal e mal estar constante entre agricultores, moradores rurais e consumidores.
Campanha contra os agrotóxicos faz pressão sobre os candidatos
Movimento quer que aspirantes às prefeituras e às câmaras municipais enfrentem uso de veneno em alimentos

Maria Mello, para o Brasil de Fato
Cada brasieliro consome, em média, 5,2 litros de veneno  por ano - Foto: Idaf

A Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida lançou um documento que pretende comprometer os candidatos brasileiros a prefeito e vereador nas eleições de outubro com iniciativas de enfrentamento ao uso de agrotóxicos e em favor da transição agroecológica nos âmbitos Executivo e Legislativo.
 Cartas de Buenos Aires: Condenada a pulverização com agrotóxicos
Sofía Gatica recebeu este ano o Goldman Environmental Prize, o Nobel Ambiental

Numa condenação considerada histórica, a justiça da cidade de Córdoba declarou delito penal as pulverizações com agrotóxicos em campos de soja cerca de bairros povoados. E condenou duas das três pessoas que foram levadas aos tribunais.

Trata-se do emblemático caso do bairro Ituzaingó Anexo, onde há 12 anos as famílias denunciam mortes e lesões em consequência do uso de agrotóxicos.

sábado, 15 de setembro de 2012


Como fabricar adubo orgânico líquido?


Aprenda a produzir adubo orgânico líquido, que você poderá usar nas suas plantas acrescentando à água da rega. 

Você precisa de


Esterco, palha ou folharada 
Garrafão plástico de 20 litros 
Restos de verduras e cascas de frutas 
Papel toalha 
Restos de comidas, vísceras de frango ou peixe 
Água 
Prego ou faca 
Tampa de garrafa plástica 
Plástico grosso e flexível 20 x 20cm 
Mangueira para soro 
Garrafa plástica descartável com tampa 
quantidade necessária 

quantidade necessária 

quantidade necessária 




1 m 

Italiano cria forno solar capaz de dessalinizar água

De acordo com o criador, a estrutura é capaz de produzir até cinco litros de água potável por dia. | Foto: Divulgação 

O designer italiano Gabrielle Diamanti criou uma tecnologia simples para transformar água salgada em água potável. O projeto foi apelidado de Eliodomestico e também funciona como forno solar.
A inspiração do designer veio a partir de uma comoção frente à crise mundial de água e pela intenção em criar um equipamento que pudesse auxiliar comunidades em todo o mundo, que sofrem por não terem acesso à água limpa.

Cientistas usam nanotecnologia para detectar poluentes em rios e peixes

A tecnologia é composta por uma tira de vidro coberta por uma película que contém nanopartículas e pode ser mergulhada em água. | Foto: Northwestern/Divulgação

Cientistas da Universidade Northwestern, de Chicago, nos Estados Unidos, em colaboração com especialistas da Escola Politécnica Federal de Lausanne, na Suíça, desenvolveram um sistema de nanopartículas que consegue detectar índices sensíveis de metais pesados presentes na água de rios e também em peixes.

Mais de 170 países se reúnem para Congresso Mundial de Conservação

Autor: Jéssica Lipinski   -

Entre os dias seis e 15 de setembro, mais de oito mil pessoas de 170 países se encontrarão noCongresso Mundial de Conservação da União Internacional para Conservação da Natureza (IUCN) para debater os problemas e as possíveis soluções para as mais importantes questões ambientais do planeta.
O evento, que acontece a cada quatro anos, está ocorrendo em Jeju, a maior ilha da Coreia do Sul e um dos Patrimônios Naturais da Humanidade. O congresso reúne organizações governamentais e não governamentais, cientistas, empresas e líderes comunitários de todo o mundo para analisar como a natureza fornece ou pode fornecer soluções para a maioria de nossos problemas.

Fogo atinge cerca de 400 m² do Cocó

Fumaça causou incômodos para os moradores da Cidade 2000 e bairros circunvizinhos
O fogo tomou conta, na tarde de ontem, de uma área de quase 400 metros quadrados do Parque Ecológico do Cocó, na altura do prolongamento da Avenida Antônio Sales, quase esquina com a Rua Deusdeti Costa e Sousa, e próximo da Av. Sebastião de Abreu, na Cidade 2000.
O incêndio começou por volta das 14h e havia sido debelado na superfície às 17h30 por três Bombeiros, já que a viatura não pôde entrar Foto: Alcides Freire

"Floresta Faz a Diferença” lança campanha “Não vote em quem votou contra as florestas”


O movimento “Floresta Faz a Diferença” acaba de lançar a campanha “Não vote em quem votou contra as florestas”. A iniciativa popular alerta a sociedade e a opinião pública sobre os parlamentares que votaram a favor de mudanças no Código Florestal que é alvo de crítica inclusive da comunidade científica representada pela Academia Brasileira de Ciências (ABC) e Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC).

Soldadinho-do-araripe é destaque em publicação inglesa sobre espécies ameaçadas de extinção

O soldadinho-doararipe habita as nascentes das encostas da Chapada do Araripe, no sul do Ceará Foto: Cid Barbosa

Cinco espécies brasileiras de animais – entre elas o nosso soldadinho-do-araripe (Antilophia bokermanni) – estão entre as cem destacadas em publicação lançada ontem (11 de setembro), pela Sociedade Zoológica de Londres (ZSL), no Congresso Mundial de Conservação, na Coreia do Sul.
As espécies brasileiras citadas no livro, que pode ser traduzido como “Inestimável ou Sem Valor?”, incluem também o macaco muriqui-do-norte (Brachyteles hypoxanthus), duas borboletas (Actinote zikani e Parides burchellanu) e uma espécie de preá (Cavia intermedi).

ONU quer garantir que temperatura global não se eleve mais que 2ºC


O degêlo em consequência do aquecimento afeta o clima de todo o globo terrestre Foto: Agência Reuters
As negociações climáticas da Organização das Nações Unidas (ONU) devem continuar pressionando por atitudes mais ambiciosas para garantir que o aquecimento global não ultrapasse os 2 graus, disse um negociador da União Europeia nesta semana, um mês depois de os EUA terem sido acusados de apresentar um retrocesso na meta.